terça-feira, 27 de junho de 2017

Carta de amor aos mortos

"Sei que escrevi cartas para pessoas sem endereço neste mundo. Sei que vocês estão mortos. Mas posso ouvir vocês. Ouço todos vocês. Nós estivemos aqui. Nossa vida teve valor".

Hoje, eu trago para vocês a resenha de um livro que é queridinho de muita gente. Encontrei na parte juvenil da livraria, mas quis muito comprar porque estava sendo muito comentado. Tinha visto muita gente falar muito bem do livro, então, eis minha opinião sobre o mesmo...




Laurel perdeu a irmã, May, em circunstâncias que só ela tem conhecimento. O que aconteceu, no momento da tragédia, só Laurel pode contar. .

Por ser uma pessoa muito tímida e devido o trauma que a atingiu com a tragédia, conversas que Laurel não tem coragem de ter com os vivos, ela tem com os mortos, através de cartas, que são sempre para pessoas famosas (Amy Winehouse, Kurt Cobain, Judy Garland, dentre outros). Laurel gosta muito de música e, nos trechos das cartas que escreve aos mortos, ela sempre faz referência à música de alguma forma.

"Judy, eu li que sua primeira lembrança era da música. Da música que tomava conta de uma casa. E, um dia, de repente, a música começou a sair pela janela. Pelo resto da vida, você teve de correr atrás dela".

Laurel sentia muita saudade da irmã e como era muito apegada a ela e por se sentir, de certa forma, culpada pela morte da mesma, suas cartas expressam, sempre, todo o sofrimento e tormento que Laurel passa, apesar de ter bons amigos ao seu redor.



"Tenho pensado nisso. No que significa ver a infinidade de cada momento, de cada parte. Quero ser purificada, quero queimar todas as lembranças ruins. E talvez a paixão faça isso. Que uma vida, uma pessoa, um momento que você precisa manter, fique com você até a eternidade. May sorrindo para mim. Nós duas, pequenas, no festival de outono, enquanto nossos pais dançavam. Sua música tocando. As folhas à noite, refletindo as luzes brancas. E cada pequena estrela que brilha mais quente do que imaginamos".

Achei a história muito triste, cansativa e arrastada e que Laurel viveu muito a vida da irmã durante toda a história, mas, ao final do livro, percebemos que todo o processo foi necessário para que Laurel obtivesse as respostas de que precisava e, finalmente, tentasse ser feliz, livre de traumas.

"A verdade é bela, não importa qual seja. Mesmo que seja assustadora ou má. É a beleza simplesmente porque é verdade. E a verdade é radiante. A verdade nos faz ser nós mesmos. E eu quero ser eu".

Li o livro com o Google do lado, pois alguns mortos, para quem Laurel escrevia as cartas, eu nunca tinha ouvido falar e a autora sempre faz uma associação aos fatos que narra na carta com a pessoa a quem a mesma é dirigida. Bem interessante!

Apesar da história não ter prendido-me o bastante, recomendo a leitura, por nos mostrar que, muitas vezes, precisamos passar por certas situações para que possamos enxergar a vida e todos que nos cercam de uma maneira melhor e que a saudade de uma pessoa muito próxima a nós, que partiu, nunca vai passar, independente do que façamos das nossas vidas. Com o tempo pode amenizar, mas passar totalmente, nunca! 💕

"Não posso trazer você de volta. Mas eu me perdoei. E perdoei você. May, eu amo você com tudo o que sou. Por muito tempo, eu só queria ser como você. Mas precisava descobrir que também sou alguém, e agora posso levar você, seu coração com o meu, aonde quer que eu vá".



Título: Carta de amor aos mortos
Autora: Ada Dellaira
Editora: Seguinte
Págs.337
Ano: 2014
Minha avaliação: 🌟🌟🌟🌟

27 comentários:

  1. Abandonei esse livro no começo, como você diz na sua resenha, ele é muito arrastado, o que torna a leitura enfadonha.
    Gostei muito das citações que voce escolheu para ilustrar a resenha. Para um livro fraco, você fez uma excelente resenha. Parabéns!
    www.danuzaeoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, amiga!!! Você, como sempre, incentivadora e amiga! Beijos

      Excluir
  2. Uma amiga leu esse livro e falou muit bem dele. Quando vi o títuilo, imaginei que as cartas eram apra pessoas que já morreram,mas nunca imaginei que essas pessoas, eram famosos. Eu gostei das citações. Fiquei curiosa para ler.Sua resenha está muito bem escrita. Bjs!!

    Ass: Gabi

    https://ocliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Gabi!! Não deixe de ler! Você vai gostar! Beijos

      Excluir
  3. Olá! Tudo bem??
    Ouvi falar MUITO desse livro e a curiosidade já ficou ali porque quis saber como era o livro e se vale a pena ler! Pensei que seria alguma coisa disso também de mandar cartas para os mortos só que não pensei que seria para os famosos...Enfim, amei a resenha e saber a opinião! Queria muito esse livro e vou ler por causa do que você falou 👆 Beijos ❤❤

    https://blogliterariocancaodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Parece uma leitura bem dramática mesmo. Eu as vezes evito esse tipo pq leio muito pra me distrair, então prefiro aventuras ou romances pra isso. Mas vez ou outra precisamos de algo que mexa com nossos sentimentos, com algo a mais.
    Valeu a dica ;)

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho. Gosto de livros leves, que me fazem bem. Livros que me deixam triste, eu evito. ;)

      Excluir
  5. Que pena que o livro não te prendeu... Eu sou louca para ler esse livro principalmente por causa das pessoas famosas que ela escreve hehehe ele está na minha lista de leitura e fico feliz por ter visto a mensagem que o livro passa. Beijos
    http://amorliterarioblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Também li com o google aberto hahaha porque muitas pessoas pra quem ela escreve, eu não conhecia.
    Gostei muito da sua resenha <3

    www.quatroestacoess.com

    ResponderExcluir
  7. Ola! Tudo bom?
    Nossa, não senti muita vontade de ler, e olha que a capa me chama a atenção! rs Mas sua análise ficou muito boa!
    Beijos, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a intenção... dar nossa opinião, né??? Mas, isso não quer dizer que vc não vá gostar 😉.

      Excluir
  8. Oii, tudo bem? Gostei bastante da sua resenha e dos pontos que foram abordados. A leitura parece em si bem interessante, mais como você citou pelo fato de algumas pessoas para quem eram escritas as cartas não serem conhecidas, e você ter que ir pesquisar, é algo que me incomoda sabe pq acho que isso acaba tirando o foco da leitura e a tornando meio arrastada. Mais acho que mesmo com tudo isso o livro traz uma mensagem linda e todo esse esforço acaba valendo a pena. Amei a resenha, esta super detalhadinha <3 beeijão

    ResponderExcluir
  9. É um livro que tenho evitado a leitura, algumas pessoas dizem que é bom já outras não acham tão bom assim. Mas confesso que não é um livro que passaria na frente de outros para ler. Apesar que sua resenha me deixou um pouco mais curiosa sobre ele.

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que despertei um pouquinho de curiosidade 😉😉😉.

      Excluir
  10. Eu li sua resenha por querer ler um pouco sobre o que fala o livro da visão de quem leu. Porque eu estou em luto e não tenho conseguido ler a respeito da morte. Porque como você bem diz a resenha esse processo do luto é muito pessoal. Adorei sua resenha pela honestidade com você e pra comigo. Adorei você me avisar que esse tem uma narrativa assim e me deixa livre de uma leitura ruim. Obrigado ♥ Elisabete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, Elisabete!!! No luto, precisamos de um tempo... eu não leria esse livro se estivesse passando por esse momento...fique bem, viu?? Beijos

      Excluir
  11. Ao mesmo tempo que achei da hora, achei meio louco isso de falar com morto. Afinal mesmo acreditando em outra vida não serão cartas que terão resposta, mas acho valido se traz conforto ao coração.
    O que estraga é a autora te arrastar no baixo astral e tristeza da personagem deixando tudo chato, feio e triste, porque simpatizar a dor não quer dizer querer vive-la ao ler um livro certo. Mas obrigado por sua resenha me da chance de ler algo mais legal.
    Gabriel
    Clube do farol/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo!!! Na verdade, a autora mostrou que a personagem não tinha coragem de conversar com ninguém e recorreu a quem não está mais entre a gente... 😟

      Excluir
  12. Acho que apesar de ser um livro triste como você citou, é um livro que leria sim com certeza, gosto de livros que temas como perdão são abordados. Já está na minha lista, parabéns pela resenha. bjus.

    ResponderExcluir
  13. Oi,

    Já li este livro maravilhoso e forte. A capa é linda, as cartas sempre se encaixam bem nos livros e a história é tocante. Uma leitura linda.

    ResponderExcluir
  14. Se eu já estava louca por esse livro, imagina agora que vi esse post. 😍😍Mais um para minha listinha hahaha 😉

    ResponderExcluir